Bruno M

Bruno M

07 Setembro

O Mágico

Bruno M mostrou desde pequeno o seu apreço pelo rap. O M provém de mágico, nome que os kuduristas lhe apelidaram por Bruno M conseguir produzir instrumentais para o kuduro que pareciam mágicos. Em 2004, juntamente com os seus amigos do bairro formou um grupo, os Alameda Squad. Bruno conclui a sua primeira letra "Não respeita, né?". Muitos não perceberam a nova tendência que Bruno queria trazer ao kuduro, mas mais tarde, "Não respeita, né?", tornou-se uma influência para todos os cantores e dançarinos de kuduro. Em 2005 Bruno lança " I am" e a partir daí começa a ver o kuduro como uma forma livre de expressão individual e de enaltecimento.

Ainda em 2005 criou a música "1 para 2", que fez com que a partir de então todos os kuduristas pudessem ter para além de uma batida que inspirasse vontade de dançar, também um conteúdo educativo e informativo. Fevereiro de 2008 foi o lançamento do seu primeiro álbum, "Batida única", que contou com 14 mil cópias à venda. Disco este que tornou-se no padrão base para fazer kuduro até aos dias de hoje. Hoje, Bruno M encontra-se a terminar a licenciatura em direito na Universidade Independente de Angola e ao mesmo tempo anda a produzir o seu próximo álbum, onde pretende misturar acústico com electrónico.

  • App Store